Inscreva-se na newsletter

Inscreva-se na newsletter de Stellantis Communications e fique atualizado sobre todas as novidades

04 jun 2021

Dia Mundial do Ambiente 2021. Visões em confronto: Olivier François e Stefano Boeri em diálogo para reescrever o futuro das cidades

Como é que a mobilidade e a arquitetura estão a trabalhar para “desenhar” as cidades do futuro? A esta pergunta, e tendo como fundo o Jardim Vertical de Milão, tentaram responder, em debate de ideias, Stefano Boeri, arquiteto e urbanista, fundador do ateliê Stefano Boeri Architetti, e Olivier François, CEO da Fiat e CMO da Stellantis.

Dia Mundial do Ambiente 2021. Visões em confronto: Olivier François e Stefano Boeri  em diálogo para reescrever o futuro das cidades

 

  • Como é que a mobilidade e a arquitetura estão a trabalhar para “desenhar” as cidades do futuro? A esta pergunta, e tendo como fundo o Jardim Vertical de Milão, tentaram responder, em debate de ideias, Stefano Boeri, arquiteto e urbanista, fundador do ateliê Stefano Boeri Architetti, e Olivier François, CEO da Fiat e CMO da Stellantis.
  • Os Jardins Verticais desenhados pelo arquiteto Boeri serviram de inspiração à cidade ideal descrita no spot de lançamento do 500 elétrico.
  • Os conteúdos da web talk estão disponíveis neste link e poderão ser desfrutados em podcast.

 

Por ocasião do Dia Mundial do Ambiente 2021, Olivier François, Chief Executive Officer da marca Fiat e Chief Marketing Officer da Stellantis, e o arquiteto Stefano Boeri, empenhado com o seu ateliê em projetos de florestação urbana em todo o mundo, protagonizam um diálogo sobre o futuro das cidades, em que debatem temas de mobilidade urbana e de arquitetura sustentável para tornar as cidades mais saudáveis e habitáveis, melhorando a qualidade do ar e, logo, a qualidade de vida. Uma partilha de valores iniciada há um ano, quando, ao imaginar a cidade ideal atravessada por Leonardo Di Caprio no spot de lançamento do Novo 500 elétrico, a Fiat se inspirou nos projetos de arquitetura verde desenhados por Boeri em várias partes do mundo.


Durante o encontro, Olivier François e Stefano Boeri analisaram as oportunidades para uma “Nova Renascença”: da fotografia da atual situação nas cidades até às mudanças em curso, passando pelas tendências sociais e pelo crescente interesse em relação às temáticas ambientais, ambos foram confrontados com a urgência de agir e com a importante oportunidade de inspirar a mudança.


Uma inspiração que deve começar pelo empenho, pela beleza, pela certeza da necessidade de melhorar o ar que respiramos e tornar as cidades em que vivemos menos poluídas. A combinação entre projetos arquitetónicos como o Jardim Vertical de Boeri, que, graças a 27.000 plantas e milhões de folhas, contribui para limpar o ar absorvendo CO2, e automóveis como o novo 500, que oferece mobilidade com zero emissões, pode seguramente contribuir para melhorar a qualidade do ar nas cidades.


Olivier François, CEO da Fiat e CMO da Stellantis, comentou: “A decisão de lançar o Novo 500, elétrico e unicamente elétrico, foi tomada antes de surgir a Covid e, de facto, já então estávamos conscientes de que o mundo não podia continuar a aceitar ‘soluções de compromisso’. Com efeito, o confinamento foi tão-só o último dos alertas que recebemos. Naquela altura, assistimos a situações até então inimagináveis, como, por exemplo, voltar a ver animais selvagens nas cidades, demonstrando que a natureza estava a recuperar o seu lugar. E, como se ainda fosse necessário, recordou-nos a urgência de fazermos algo pelo nosso planeta. Temos um ícone, o 500, e um ícone tem sempre uma causa e o 500 sempre a teve: nos anos cinquenta, tornou a mobilidade acessível a todos. Agora, neste novo cenário, tem uma nova missão – é a nossa missão – criar a mobilidade sustentável para todos. O nosso dever é oferecer ao mercado, o mais rapidamente possível e assim que conseguirmos reduzir o custo das baterias, veículos elétricos que não custem mais que os veículos com motor de combustão interna. Estamos a explorar o território da mobilidade sustentável para todos, este é o nosso projeto. Entre 2025 e 2030, gradualmente, a nossa gama de produtos tornar-se-á exclusivamente elétrica. E isto será uma mudança radical para a Fiat.  Entretanto, estou orgulhoso de um projeto que, num futuro mais próximo, dentro de alguns meses, levará à reconversão da lendária pista sobre a ex-fábrica do Lingotto de Turim no maior jardim suspenso da Europa, com mais de 28.000 plantas. Um projeto importante e significativo e, mais uma vez, sustentável, que revitalizará a cidade de Turim, a nossa cidade”.


Stefano Boeri, arquiteto, urbanista e fundador do ateliê Stefano Boeri Architetti, afirmou: “Se considerarmos que as cidades são responsáveis por mais de 70% das emissões de CO2, fenómeno na origem do aquecimento global, e pela emissão de poluentes que põem em perigo a nossa saúde, parece evidente que estes serão os primeiros locais onde é necessário intervir e que precisam de uma profunda mudança. A pandemia mostrou-nos como a nossa vida e o nosso corpo podem ser frágeis e evidenciou a importância de melhorar o ambiente em que vivemos. As árvores absorvem CO2, reduzem drasticamente a poluição, diminuem o consumo energético e o efeito ‘ilha de calor urbano’, aumentam a biodiversidade das espécies vivas e tornam as cidades mais seguras, agradáveis, saudáveis e atraentes. Plantas e árvores são o único modo que temos de absorver os poluentes já emitidos. Temos já à disposição diversas soluções que podem ajudar neste processo: proteger e aumentar as superfícies permeáveis e verdes da cidade; criar novos parques e jardins; transformar os terraços citadinos em relvados e hortas; transformar paredes exteriores e barreiras urbanas em fachadas verdes; transformar espaços vazios urbanos e pátios em oásis verdes; promover as hortas comunitárias e implementar a agricultura urbana; utilizar as raízes das árvores para descontaminar os solos poluídos; criar uma rede de corredores verdes para ligar parques, matas e edifícios verdes; multiplicar o número de edifícios verdes e jardins verticais; criar novas matas e bosques em torno das nossas cidades.”

 

Na visão da Fiat, a penetração da mobilidade elétrica irá aumentar, graças à superação de algumas barreiras. Estes foram alguns dos temas discutidos durante a conversa: a necessidade de tornar acessível a utilização dos automóveis elétricos por meio de modalidades inovadoras e de produtos financeiros novos, capazes de baixar o limiar de acesso; a necessidade de aumentar os pontos de carregamento privados dentro dos condomínios, de repensar as infraestruturas dos condomínios futuros, mas, acima de tudo, de adaptar os já existentes; a necessidade de tornar os postos de carregamentos mais visíveis e de aumentar o número de postos de carregamento rápido.


Em suma: repensar o modo como devemos planear as cidades é um desafio que deveria envolver mais intervenientes. Este é o estímulo e a mensagem que Olivier François e Stefano Boeri quiseram deixar como testemunho no Dia Mundial do Ambiente, promovido todos os anos a 5 de junho pelas Nações Unidas e que, nesta edição, tem como lema “TOGETHER WE CAN BE #GENERATIONRESTORATION”.

 

Porto Salvo, 4 de junho de 2021

Inscreva-se na newsletter.

INSCREVA-SE AGORA